Smashing Reader is a simple and clean RSS reader for your news. The interface, which is similar to Google Reader, lets you focus on the news, with little distractions.

You can sign up or sign in with your Google account and import the feeds automatically from Google Reader, making the transition seamless.

OR, you can read our selection of news about cool stuff, below. For browsing the news you can use the left / right keys or the arrow buttons from the top menu. To open the current news use the ALT key.
5 months ago08-05 17:20 by Blog Leroy Merlin
Img-destacada-05-de-Agosto

Olá pessoas!

 

Finalmente acabei de reciclar o pallet que achei perdido na rua e hoje mostro a vocês toda a transformação que fiz. O pallet virou uma linda prateleira, onde coloquei minha coleção de canecas. Olha só que fácil:

 

Você vai precisar de:

 

- Pallets;

 

- lixas;

 

- régua ou trena;

 

- pregos;

 

- martelo;

 

- tinta PVA da cor preferida;

 

- pincel pequeno ou rolinho;

 

- ganchos.

 

Passo a passo:

 

1- Lixe bem o pallet, tirando farpas e sujeiras;

 

2- Meça o espaço onde deseja fazer as prateleiras.

 

3- Se quiser corte sobras de compensado e com pregos grandes, fixe bem a madeira no pallet;

 

4- Com um pincel estreito ou um rolinho, pinte o pallet com 2 demãos de tinta PVA;

 

5- Decore a prateleira do jeito que quiser. O da imagem foi decorado de florzinhas com pincel zero;

 

6- Para finalizar, coloque os ganchos nas 2 réguas superiores, para pendurar as canecas ou objetos que deseja. Coloque também em cada lateral externa, aumentando assim a utilidade do pallet.

 

E o pallet, agora irreconhecível, virou uma linda prateleira. Não gastei NADA nessa reciclagem!

 

Como disse acima, a função que dei à prateleira foi a de abrigar minha coleção de canecas, mas existem inúmeras possibilidades para o uso deste móvel.

 

Espero que vocês gostem e que essa transformação os inspire!

 

* A dica de hoje é da Veronica, do blog Além da rua Atelier. 

 


5 months ago08-04 17:20 by Blog Leroy Merlin
Img-destacada-04-de-Agosto

Com tantas sugestões para customizar nossa casa, achei bem interessante esta ideia que aqui compartilho com vocês.

 

As portas em madeira são as mais usuais para entrada da casa e para o restante dos ambientes.

 

Mas aí que vem a dúvida. Qual porta escolher? Que madeira é a melhor opção? Desenhada, lisa com vidro ou estampada?

 

Em todos os meus posts deixo bem claro: a melhor opção é a escolha do cliente. O morador tem que se sentir à vontade em casa. E não apenas seguir modismos, mas claro, com muita cautela. Não vão exagerar nas escolhas!

 

Separei alguns exemplos aqui para sabermos as melhores opções para cada ambiente.

 

Para a porta de entrada: a escolha ideal é que seja em madeira maciça. Além da segurança são mais resistentes a impactos e durabilidade a intempéries.

 

Esta opção de porta Pivotante deixa a casa mais imponente. Sem contar que os recortes com fechamento em vidro estão super arrojados:

 

 

Essa porta maciça com detalhes em rebaixos foi totalmente customizada com pintura e stencil. Para quem está sempre ligado em artes, cores e novidades:

Para ambientes internos: As portas semi-ocas são indicadas por serem leves, podendo ser revestidas com lâminas de madeira. Esta porta de correr faz transição para a sala de banho. Não precisa necessariamente ser uma pintura branca:

 

 

Deixam o ambiente formal, elegante e a madeira mais escura como pau-ferro, padrão mogno e padrão imbuia trazem consigo uma atmosfera nobre.

 

Para não ficar tudo muito escuro, deixe que a luminosidade natural percorra seu ambiente, neste caso, a opção de porta de correr em madeira com recortes e acabamentos em vidro jateado. Assim, você não depende da iluminação artificial.

 

Com madeiras claras, como curupixá, angelim o ambiente fica mais clean, não implicando no restante dos móveis da casa.

 

O “branquinho básico” é muito bonito e nunca sai de moda, porém, a porta sempre tem de estar impecável, pois qualquer sujeirinha aparece!

 

Estas são as dicas da semana!

 

Até a próxima!

 

* A dica de hoje é da arquiteta e designer de interiores Ana Carla.

 


5 months ago08-01 17:20 by Blog Leroy Merlin
Img-destacada-01-de-Agosto-Tomadas

Depois de definir o layout de um ambiente, ou seja, a distribuição dos móveis, é necessário rever o posicionamento dos pontos elétricos existentes.

 

Eles devem estar posicionados de acordo com o novo layout. As alturas dos novos pontos elétricos seguem o padrão existente, salvo aqueles pontos específicos como TV na parede, pontos elétricos em cima de bancadas, entre outros.

 

Em ambientes como dormitórios é importante, se possível, ter um interruptor paralelo próximo a cama além daquele próximo a porta de entrada. Assim quando você estiver deitado pode acender e apagar a luz sem precisar ir até a porta.

 

Tomadas e antenas para TV e aparelhos eletrônicos devem ser posicionados de acordo com a localização dos equipamentos. Isso evita fios aparentes e a necessidade de se fazer um painel somente para passagem dos fios.

 

Atente-se ao tamanho do conduite para a passagem dos cabos que ligam a TV com os equipamentos. Geralmente são cabos que necessitam de no mínimo condute de 1 polegada.

 

Para ambientes como sala de estar ou TV verifique a posição dos equipamentos eletrônicos, mesas de apoio, uma luminária de piso etc. Assim você saberá a localização e quantidade de pontos elétricos necessários. Recomendo colocar tomada dupla nos pontos onde haverá mesa de apoio. Assim você evita o uso de benjamins e extensões.

 

Na sala de jantar, se houver um móvel de apoio para servir, acrescente uma tomada dupla acima do móvel caso você queira colocar um rechaud elétrico (usado para manter a comida quente) ou uma cafeteira.

 

Nos banheiros tomada acima da bancada ajuda na hora de usar o secador, barbeador ou mesmo conectar um celular.

 

Lavanderias e cozinhas precisam, além de tomadas específicas para cada equipamento, de tomadas de apoio para ligar um ferro de passar, liquidificador, batedeira e outros aparelhos de uso geral.

 

Em todos os ambientes que tiverem acréscimo de tomadas verifique se o disjuntor comporta a quantidade que você deseja. Caso contrario haverá uma sobrecarga elétrica que pode causar graves danos.

 

Não esqueça que este serviço deve ser feito por profissional qualificado.

 

Ate a próxima!!

 


5 months ago07-31 17:20 by Blog Leroy Merlin
Img-destacada-31-Julho---Ferramentas Manuais

Hoje iremos apresentar um conjunto de ferramentas ideal para quem gosta de ter opções variadas que atendem a todas as necessidades, com agilidade e praticidade na execução da tarefa.

 

Na Leroy Merlin você encontra o Kit de Ferramentas Manuais com 57 peças – Schulz Hobby que vem em uma maleta para organizar todas as peças. Essa maleta foi feita pensando na necessidade do dia a dia, são fáceis de armazenar e serem transportadas. Esse conjunto é ideal para quem gosta de viajar, por exemplo, ter um kit desses em seu carro irá lhe salvar nas horas mais difíceis!

 

As ferramentas contidas nesta maleta são indicadas para pequenos reparos e consertos.

 

O kit desta marca vem com: chaves de fenda, chave catraca, martelo de pena, alicate universal, prolongador, chave Phillips, chave de bomba d’água, chave de precisão, chave Allen, soquetes, bits e um alicate de bico longo.

 

Além desse, temos também as mais variadas marcas de kits e ferramentas.

 

E para você que pensa em obter somente chaves podemos indicar também o Kit de chaves de fenda e chaves Phillips contendo 22 peças da marca Western. Esse kit é especial, pois além das chaves de fenda e Phillips, temos também três chaves especiais que seriam: 01 ponteira, 01 chave segura parafuso e 01 chave de fenda tipo catraca.

 

Cuidados: use a ferramenta correta para sua aplicação, utilize equipamentos de segurança necessários ao trabalho, não as utilize em equipamentos energizados e guarde suas ferramentas em local seguro e fora do alcance das crianças.

 

*A dica dessa semana é da Designer e Consultora técnica Fabiana Bessa do Espaço Projeto da loja de Jacarepaguá – RJ 

 


5 months ago07-30 17:20 by Blog Leroy Merlin
Img-destacada-30-Junho

A organização de qualquer armário leva-se tempo e um pouco de paciência, principalmente quando o assunto é Camisa Social! Por isso, hoje vamos ensinar você a guardar camisas de forma prática e rápida!

 

Primeiramente, você deve olhar bem as peças e separá-las em três seções: uso sempre, uso às vezes e nunca uso. Feito isso, você decide se as separadas na seção “Nunca uso” devem ser doadas ou precisam realmente ficar guardadas.

 

Lembre-se que quanto mais você se livrar de peças que não utiliza, mais espaço terá no armário.

 

Depois de separá-las, aqui vão as dicas:

 

Dica 1- O cabide é o melhor amigo do guarda-roupa, você pode pendurar várias camisas de forma que elas não amassem. Além disso, esses objetos são baratos e você pode ter de várias cores, caso queira aproveitar e decorar o móvel.

 

Dica 2- Separe-as por cores, desde a branca até as estampadas. Dessa forma, elas ficarão sempre fáceis para escolher qual usar.

 

Dica 3- Deixe um espaço entre elas, você as mantém ainda mais impecáveis!

 

Dica 4- Nas gavetas, procure sempre dobrá-las da forma correta. Olha que fácil: com as mangas abertas, coloque a camisa virada para baixo sobre a mesa ou cama. Pegue uma revista ou um pedaço de papelão e coloque no centro, abaixo da gola. Traga a manga direita até encostar-se à lateral da revista e dobre a manga para baixo. Repita o processo com o outro lado. Dobre a parte de baixo.

 

Dica 5- Guarde-as com os botões fechados, assim ela não deforma.

 

Com essas 5 dicas incríveis, temos certeza que você não terá mais problemas com camisas!

 

Gostou? Então conta pra gente como foi sua experiência!

 


5 months ago07-29 17:20 by Blog Leroy Merlin
Img-destacada-29-Junho

Você gosta de personalizar objetos e deixá-los com a sua cara? Então, aprenda a reutilizar latas de bebidas, alimentos ou achocolatados e crie porta objetos e vasos para decorar sua sala, seu quarto ou escritório!

 

Você vai precisar de:

- cola branca ou cola quente;

 

- latas de alumínio (bebidas, comidas, achocolatados etc);

 

- corda fio sisal;

 

- pincel chato largo;

 

- lápis, canetas ou flores de plástico;

 

- verniz em spay.

 

Passo a passo:

 

1-    Com o pincel, cubra a lata com cola branca;

 

2-    Envolva a corda na lata, sem deixar espaços entre uma volta e outra;

 

3-    Depois de envolver a corda, corte a sobra e aplique o verniz spray para fixar a corda na lata;

 

4-    Decore com os objetos de escritório ou com as flores de plástico.

 

Caso prefira utilizar a cola quente, passe-a primeiramente na parte de cima cobrindo a parte superior, em seguida comece a colar a ponta da corda e envolva a lata sem deixar que a cola seque.

 

DICAS: Você pode tingir ou pintar a corda com tinta guache ou tinta spray, deixando ainda mais bonito seu porta objetos.

 

Se quiser utilizá-lo como vasos para plantas naturais, preencha o fundo com 4 dedos de água e coloque as flores.

 

*Fonte: creativeinchicago.com/

 


5 months ago07-28 17:20 by Blog Leroy Merlin
Img-destacada-23-Junho---Papel-de-Parede-Cozinha

Dia desses publiquei em minha fanpage a imagem de uma cozinha com um lindo papel de parede, bem romântico! Na ocasião, uma amiga, Luiza Mallmann, me questionou sobre sua praticidade.

 

Como imaginei que esta poderia ser a sua dúvida também, resolvi criar esse post.

 

Hoje em dia, encontramos vários papeis de parede laváveis que se adequam perfeitamente a ambientes como a cozinha.

 

Lógico, é necessário ter alguns cuidados, principalmente evitar as áreas molhadas.

 

Se quiser aplicá-lo sobre a pia, você pode com certeza, mas deve ter o cuidado de revestir o espaço com vidro ou outro material que não deixa a água respigar no papel de parede.

 

E não é necessário aplicá-lo em um grande espaço. Uma pequena faixa pode ser o suficiente para modificar todo o ambiente e deixá-lo lindo!

 

Com um custo relativamente baixo você dá um “up” em sua cozinha e pode deixá-la mais aconchegante, iluminada e divertida.

 

Vale à pena!

Beijo grande.

 

* A dica do hoje é da blogueira Cláudia Caprecci, do blog Perfeita Ordem.

 


5 months ago07-25 17:20 by Blog Leroy Merlin
Img-destacada-25-de-Julho

Com a mudança de temperatura ambiente constante – chuva e sol – a cobertura de casa fica prejudicada e, muitas vezes, desprotegida.

 

Por isso, a escolha da telha para o telhado dependerá do que você deseja: conforto térmico, transparência, leveza, custo/benefício, beleza, sofisticação ou proteção. E para cada caso, existem diversos tipos de materiais.

 

Selecionamos os 8 modelos mais utilizados e descrevemos algumas de suas características para ajudar na escolha:

 

Telha Cerâmica: as telhas cerâmicas são as mais antigas e as mais utilizadas. Proporcionam ótimo isolamento térmico. Exigem uma estrutura resistente já que as mesmas são pesadas. Seu rendimento, tipo de encaixe e inclinação dependerá do modelo escolhido, são mais de 8 modelos.

 

Telha de Concreto: as telhas de concreto proporcionam conforto térmico, versatilidade de formas e cores e durabilidade. São impermeáveis as chuvas, diferente das telhas cerâmicas que absorvem um pouco de água. Ela requer menos madeiramento, porém precisam de manutenção anual por serem porosas e suscetíveis a umidade.

 

 

Telhas Ecológicas: são feitas a partir de camadas de fibras naturais recicladas, impermeabilizadas com betume e protegidas contra raios UV por resina. As cores são obtidas a partir de pigmentação. Elas são leves e fáceis de instalar.

 

Telha de Fibrocimento: é o melhor custo/benefício do mercado. São resistentes e leves, por isso precisam de uma estrutura mais simples e uma atenção especial quanto a sua fixação. Ideais para telhados que precisam de pouca inclinação.

 

Telhas Metálicas Galvanizadas: são telhas de aço que passam pelo processo de galvanização ou zincagem para proteger o aço da telha da corrosão. São telhas utilizadas para telhados com grandes vãos, mas não possuem bom conforto térmico.

 

Telhas de Policarbonato: suas principais características são a transparência e a resistência. Os formatos das telhas de policarbonato são semelhantes às telhas de aço galvanizado e alumínio e às telhas de fibrocimento. As telhas de policarbonato possuem tratamento contra o ataque dos raios UV garantindo assim uma vida útil maior que as telhas de fibra de vidro, não amarelam e não perdem a transparência.

 

Telhas de PVC: o tradicional PVC tradicional de tubos e conexões para água fria também é usado na fabricação de telhas. As peças são encontradas em placas com perfis que imitam as telhas coloniais, além de modelos ondulados e trapezoidais. Destacam-se pela leveza.

 

Telhas Termoacústicas: são caracterizadas por duas telhas convencionais preenchidas por material como poliuretano, isopor (EPS), lã de vidro ou lã de rocha formando um “sanduíche”. Por esta razão possuem ótimo conforto térmico e acústico.

 

Qualquer que seja sua escolha faça a instalação das telhas de acordo com as especificações do fabricante e com mão de obra especializada.

 

Até a próxima!

 


5 months ago07-24 17:28 by Blog Leroy Merlin
Img-destacada-24-de-Julho

Com o dia dos Pais se aproximando, chega também a hora de escolher o presente! Está difícil ter uma ideia para agradar seu grande pai? Calma, não se desespere. A Leroy Merlin, com certeza tem a melhor opção para ele!

 

Seu pai é adepto do “faça você mesmo”? Gosta de fazer pequenos reparos na sua casa? Então você sabe que ter as ferramentas certas é um passo fundamental, não é mesmo? Dois pontos cruciais para quem possui tais equipamentos são como e onde guardá-los. Afinal, as caixas e os carrinhos para ferramentas manuais, além de deixarem sua casa organizada, na medida em que evitam que tudo fique espalhado, contribuem para conservar as ferramentas, aumentando sua vida útil.

 

Na Leroy Merlin, você encontra um mundo de possibilidades no que diz respeito a caixas e carrinhos para ferramentas. Modelos com ou sem bandeja, dos mais diversos tamanhos, com gavetas, de plástico ou de ferro. Não importa sua necessidade, aqui você encontra exatamente aquilo de que precisa. Se você costuma carregar suas ferramentas de lá para cá, uma boa opção são as maletas para ferramentas, que acondicionam bem seus equipamentos e são mais fáceis de transportar.

 

E lembre-se: a Leroy Merlin mantém seu compromisso de oferecer os menores preços do mercado, sempre com formas facilitadas de pagamento.

 

*A dica da loja desta semana é do designer de interiores Cleber Souza, consultor técnico da Leroy Merlin Tietê (SP).

 


5 months ago07-23 17:20 by Blog Leroy Merlin
Img-destacada-23-de-Julho

Algumas regras básicas são essenciais para quem quer ter uma casa organizada. Confira nossas dicas para melhorar a organização e ter mais eficiência nas tarefas e no dia a dia.

 

1- Tudo deve ter uma casa

Tudo em seu lar precisa ter uma casa, ou seja, um lugar adequado onde cada objeto é normalmente mantido. Alguns itens que você usa todos os dias devem ter fácil acesso ou ficarem próximos da vista e das mãos. Outros itens, como decorações de natal ou roupas de outras estações podem ser armazenados em um local de não tão fácil acesso. Quando se tira um objeto de sua “casa”, ele pode ser facilmente perdido, causando estresse e frustração. A desorganização acontece naturalmente quando os itens não são mantidos ou não voltam para o local que foi determinado.

 

2- Abra sua correspondência perto da lixeira

Não deixe sua correspondência sobre a mesa da sala ou bancada da cozinha, abra as cartas sempre perto da lixeira e livre-se de toda papelada desnecessária como malas diretas e propagandas.

 

3- Organize-se na noite anterior

Faça o que puder para se preparar na noite anterior e ganhar tempo de manhã. Deixe a mesa do café pronta, separe suas roupas e use o timer da cafeteira para fazer o café automaticamente.

 

4- Jogue fora

Itens que estão desatualizados, desbotados, quebrados ou inutilizado são objetos que devem ser descartados. Se você não quer mais e não conhece alguém que queira, jogue fora imediatamente. Você estará liberando espaço físico e mental!

 

5- Tenha uma caixa de memórias

Quanto mais tempo você vive, mais memórias você terá. Se você não tiver cuidado, poderá encher a sua casa até o teto com suas memórias e não terá espaço para mais nada. Tenha uma ou duas caixas para armazenar suas recordações. Logo o tempo determinará o que você realmente deseja manter e com o que você pode viver sem. Quando estas caixas estiverem cheias, a regra é livrar-se ou presentear alguém com itens fora de uso. Isto irá garantir que apenas as recordações mais preciosas sejam armazenadas em sua caixa de memória.

 

6- Descubra seu horário mais produtivo

Organizar sua casa ou escritório precisa ser feito no seu pico de energia. É por isso que você precisa saber o horário do dia que é mais produtivo. Se você acorda com as galinhas o seu nível de energia é muito alto na parte da manhã, esse é o melhor momento para você se livrar da bagunça. Se você tem mais energia durante a noite, organize o que for preciso durante esse tempo.

 

7- Tome nota

Com a quantidade de coisas que você tem que se lembrar por dia, a sua memória pode falhar. Quando você quer lembrar-se de algo, a melhor coisa a fazer é anotar. Então, quando você precisa lembrar, vai estar lá anotado e disponível para você em um instante.

 

 8- Um pouco de cada vez

Ao invés de tentar executar um projeto enorme, divida esse projeto em tarefas gerenciáveis. Por exemplo, se você quer organizar as caixas em seu sótão ou garagem, você pode considerar organizar uma caixa por dia, até que tudo esteja completo.

 

9- Tenha objetivos

Talvez você queira fazer um cruzeiro, aprender uma nova língua, ou plantar um jardim. Estabelecer metas irá ajudá-lo a chegar lá. Escreva em cartões seus objetivos, qualquer coisa que você queira realmente fazer. Então, organize os cartões de modo que os objetivos que você mais deseja alcançar estejam no topo, e as metas menos importante a seguir na lista. Em seguida, escreva prazos e trace um cronograma para alcançar cada um deles.

 

10-  Programe 15 minutos

Há muitas tarefas que levam apenas cinco minutos ou menos para serem concluídas. Outras podem demorar mais, por exemplo, você pode pensar que vai demora 5 minutos para verificar seu e-mail, mas muitas vezes, acaba levando 15 minutos ou mais. Até ligar o computador, entrar no seu e-mail, ler, apagar o lixo eletrônico e responder o que for necessário, pode demorar mais que os 5 minutos, muitas vezes, muito mais.

 

*Para outras dicas de organização, conheça o blog da Paula Fuzeto, o Chega de Bagunça.

 


Report bugs
About Smashing Reader
Contact
Navigation keys: left, right, ALT